terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Ingressos para o espetáculo Danç@.com


Por conta da grande procura e pelo desespero de alguns pais por não ter mais ingressos para as sessões de sábado e domingo á noite, a Passo a Passo declara que:

HAVERÃO SESSÕES EXTRAS DO ESPETÁCULO "DANÇ@.COM" NO SÁBADO ÁS 17HRS E DOMINGO ÁS 16HRS. 

Vagas limitadas..

É a última chance de garantir o seu lugar para o espetáculo.
Ligue no tel: 4075-1715 e garanta já o seu, senão irá acabar de vez!!!!!!

Reservas pelo TELEFONE!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Passo a Passo dança como convidado no Espetáculo do Grupo de Dança A.D. São Caetano


No domingo dia 04 de Novembro de 2012, a Passo a Passo dançou como convidada no Espetáculo "Divertssement" do Grupo de Dança A.D. São Caetano.
Um espetáculo cheio de obras conhecidas como trechos dos Ballets de Repertório "Coppélia", "Giselle", Diana" e também coreografias inéditas.
A Passo a Passo marcou presença com a quarteto de Marília Costa "Ensaio sobre o Tao" e as bailarinas declararam que a energia do palco estava muito boa e foi uma experiência incrivel.

A Passo a Passo agradece ao Grupo de Dança A.D. pelo convite!

Artigo - História? Pré-História? Coreologia!



A dança foi sempre muito presente na cultura das mais várias civilizações do mundo, sendo utilizada com diversas funções incluindo estética, mágico-religiosa, utilitária e teórica-cognitivo.
Na atualidade vemos a dança como uma arte de cena, que usa dos movimentos corporais para expressar sentimentos por meio de signos, e pode ter várias funções semióticas, por exemplo, a movimentação corporal no palco tem a função estética, dentro do espetáculo teatral, ajuda a conceituar a peça, e em uma instituição religiosa tem a função de louvar a “Deus” como vemos na belíssima matéria de Karina Bernassi nesta revista.
A dança tem grandes relações com a história das culturas de todas as sociedades e por esse motivo há muitos tipos de dança ativos no mundo hoje, assim, como houve diversos tipos de dança extintos na história, que nem chegamos a ter conhecimento.
Muitos historiadores afirmam (mesmo que algumas linhas do estudo da história não concordem), que a história é dividida em duas grandes áreas, a pré-história e a história. A primeira consiste no estudo de uma sociedade que não teve escrita formal, sendo o objeto de estudo as obras de pintura, escultura, arquitetura e qualquer documento arqueológico que possa facilitar o entendimento desses povos. Por outro lado a história é o estudo das sociedades que possuem uma escrita formal e por isso um registro mais claro e gráfico dos acontecimentos.
Devido a essa divisão, a história se repartiu em tempos diferentes em diversos lugares do mundo, por exemplo, a escrita apareceu primeiramente no Oriente próximo, na mesopotâmia há cerca de 40 séculos antes da era cristã, diferente da América, Austrália e África central, que só conheceram a escrita no século XV, com a colonização europeia, findando a pré-história milênios depois do Egito, da Grécia e da própria mesopotâmia.
Estabelecendo um paralelo entre as localidades para linguagens artísticas, podemos afirmar que o teatro, por exemplo, passa a ter história apenas em 555 a.C. quando temos noticia de um autor de teatro.
Seguindo essa linha de raciocínio por um lado, as Artes Visuais são naturalmente um registro gráfico e assim pode ser consideradas histórias desde seu nascimento. Ainda na mesma linha podemos afirmar que a música só passou a ser história com o nascimento das partituras, que foi sistematizada somente em 1030 por Guido D’Arezzo, e só então difundida e unificada.
Podemos então concluir que a dança é a única linguagem artística que não está englobada dentro da esfera da história, sendo classificada então como pré-história, tendo em vista que ela nunca foi realmente sistematizada em uma forma de escrita formal. Alguns teóricos da dança como Del Sarte, Meyerhold e Laban começaram trabalhos bem sólidos nesse aspecto, no entanto, as tentativas resultaram em complexas escritas não muito difundidas no meio, como Rudolf Laban, que desenvolveu a escrita mais próxima do sucesso, no entanto, não muito precisa e pouco disseminadas no mundo.
Segundo a autora Ligia Trindade há no Brasil apenas um coreologo (profissional especializado em escrita de dança), credenciado para exercer essa função no Brasil. Emilio Martins frequentou por três anos e se formou no curso de Coreologia do Benesh Notation de Londres sendo considerado segundo a autora o único profissional especializado nesta área.

Por: Rodrigo Guergolet
Extraido da Revista Capezio Magazine, nº05

domingo, 25 de novembro de 2012

Artigo - Qual a Melhor Sapatilha de Ponta Pra Mim?


Não existe uma sapatilha de ponta que seja ideal para todas as bailarinas, a melhor sapatilha depende das características próprias dos pés, da força muscular e da experiência que a bailarina tem para dançar nas pontas. Assim, a sapatilha que sua amiga ou professora achar que seja a melhor para ela é melhor para um não necessariamente será a melhor para você e para todas as outras pessoas. E se uma bailarina profissional usa determinada sapatilha isso não significa que aquela sapatilha seja a melhor do que as outras.
A escola errada de uma sapatilha, além de prejudicar a bailaria tecnicamente, pode levar a sobrecargas nos músculos e articulações e provocar lesões. O mau alinhamento do corpo devido ao uso de uma sapatilha inadequada pode gerar sobrecargas não apenas nos pés, mas também nos joelhos, quadris e coluna. E sempre que uma bailarina estiver se queixando de uma dor nestes lugares deve ser passado se a sapatilha que ela está usando está adequada.

O pé da bailarina
O pé possui um arco natural que pode ser maior ou menor de acordo com a pessoa. Quando o arco é maior, o pé é chamado de cavo, e quando o arco é menor ele é chamado de plano. Bailarinas com pé cavo tendem a ter maior flexibilidade do pé, facilitando o exercício na ponta. E de modo geral apresentam um colo mais acentuado do que aquelas que têm pés planos.
Os pés podem ainda serem do tipo egípcio, grego ou quadrado. Pés egípcios são aqueles em que o dedão é maior do que todos os outros dedos, pés gregos apresentam o segundo dedo maior do que os demais, e o pé quadrado apresenta os três dedos aproximadamente do mesmo tamanho. Além disso, os pés quadrados tendem a ser mais largos e com menor mobilidade na região metatarsiana, e os pés gregos e egípcios tendem a ser mais estreitos e com maior mobilidade neste local.

Técnica
Antes de mais nada, é importante entender que os exercícios de ponta  devem ser feitos de forma natural, não adianta subir na ponta e quando estiver na ponta dos pés não ser capaz de fazer nada. Assim, no começo a bailarina deve usar uma sapatilha que seja fácil de subir e ficar na ponta. Bailarinas mais experientes geralmente têm mais força no pé e maior facilidade para fazer os exercícios, podendo então trocar para sapatilhas mais exigentes tecnicamente. Tentar usar estas sapatilhas desde o começo, além de prejudicar as condições físicas das bailarinas, irá frustrá-las, uma vez que terão dificuldade mesmo para os exercícios mais básicos.


Características das sapatilhas
As principais características que as bailarinas devem levar em conta na escolha da sapatilha são a altura da gáspea, a largura do Box, a largura da forma e a rigidez da palmilha. Outras características como os tipos de costura e o formato do decote influenciam na estética da sapatilha, mas não devem ser os fatores prioritários da escolha.

Altura da gáspea e rigidez da palmilha
Quando mais alta for a gáspea e mais dura for a palmilha, maior a rigidez da sapatilha e mais força será necessário para subir na ponta e para realizar exercícios de elevé e relevée, desta forma bailarinas iniciantes devem escolher sapatilhas de gáspea mais baixa e palmilhas mais flexíveis. Bailarinas mais experientes podem escolher sapatilhas de gáspea mais alta ou mais baixa e palmilhas mais duras ou mais  flexíveis, de acordo com o gosto pessoal e com estilo da dança que está sendo ensaiado ou apresentado. Danças que envolvem muitos saltos exigem maior flexibilidade da sapatilha, e danças como um pás-de-deux ou que apresentam muitos giros e movimentos mais lentos exigem sapatilhas mais rígidas e que sustentem melhor o pé.

Largura do box
As sapatilhas podem ter palmilhasser mais largas ou mais estreitas eno Box mais largos ou mais estreitos, e o uso de cada tipo de sapatilha deve depender do formato do pé da bailarina. O importante é que a sapatilha se adapte bem ao pé, e a bailarina não sinta o pé nem muito solto nem muito apertado.

Por: Dr. João de Hollanda, ortopedista especializado em traumatologia do grupo de ortopedia de Hospital Santa Casa de São Paulo.

Califon, Universo Feminino da Cia. de Dança Jane Ruth


Na última sexta feira dia 26 de Outubro, a Passo a Passo recebeu a visita da Cia. de Dança Jane Ruth de Fortaleza, Ceará.

A Cia. de Dança Janne Ruth nasceu da academia de Dança Janne Ruth que foi fundada em 1981 com o nome AMERICAN DANCE, 04 anos depois (1985) fundamos o Grupo de Dança Janne Ruth, resultado de uma audição realizada para formar o Grupo com os melhores alunos da Escola e através do bom desenvolvimento deste trabalho e o profissionalismo dos bailarinos, fundamos em 1991 a Companhia de Dança Janne Ruth.
Os Bailarinos da Cia. de Dança Janne Ruth assumiram todo trabalho da ONG como voluntários, ministrando aulas, realizando campanhas para obtenção de Livros, alimentos roupas entre outros itens que pudessem ajudar as crianças e suas respectivas famílias.

Jane Ruth descobriu a Passo a Passo através do nosso blog e se identificou pela história, pois sua Cia. de Dança também surgiu de seu projeto que posteriormente se tornou Ponto de Cultura, assim como nós.
Os alunos da Escola e os bailarinos da Cia. presenciaram duas vivências que foram interessantes para o intercâmbio de idéias e experiências de vida, sendo elas o Workshop de Dança Contemporânea e o Workshop de Danças Dramáticas.
Nossos alunos ficaram encantados com essa troca, assim como os membros da Cia. de Jane Ruth.
No final da visita, a Passo a Passo assistiu um trecho do Espetáculo Califon e a Cia. assistiu a coreografia "Amigos Imaginários.

A Passo a Passo agradece imensamente a Jane Ruth pela oportunidade!

Já estão a venda os ingressos do novo Espetáculo da Passo a Passo - Danç@.com


"O avanço da tecnologia provocou mudanças no comportamento do Homem. Inicialmente estas transformações seriam criadas para que pudéssemos ter uma melhor qualidade de vida. 
Ao longo de sua história, a tecnologia gerou tantos meios e ferramentas que questionamos se os inventos são a favor ou contra seu próprio criador.
Então pergunto.. Até que ponto todas as invenções, descobertas, conhecimentos, e

stá realmente te ajudando na melhora da nossa qualidade de vida?" (Luiza Gentile)


Assim surge o Espetáculo Danç@.com que homenageará as grandes invenções da humanidade e o desenvolvimento da tecnologia, desde a Antiguidade até os dias de hoje.

O espetáculo será nos dias 15 e 16 de Dezembro no Teatro Clara Nunes (Rua Graciosa, 300, Diadema - SP), sendo no dia 15 de Dezembro ás 20hrs e no dia 16 de Dezembro ás 19hrs.

Os ingressos já estão a venda na Passo a Passo (Rua Agostinho Barbalho, 332 - 1ª Andar. Diadema - SP) e cada ingresso custa R$5,00, mas estes são limitados, então garanta já o seu!

Bom Espetáculo!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

1° Entreatos Internacional de Dança


O mês de Setembro aqui na Passo a Passo foi um mês de muitas novidades e realizações, pois dos dia 3 á 9 de Setembro, a Passo a Passo Cia. de Dança participou do 1º Entreatos Internacional de Dança realizado na cidade de Porto Real no Rio de Janeiro.
A Passo a Passo conquistou a primeira vaga neste festival com a coreografia "Os 12 Profetas de Aleijadinho" através do festival organizado por Simone Abreu em Maio deste ano, as demais foram conquistadas através de uma seleção de video, sendo elas "Passo Final" e "Amigos Imaginários" de Paula Sanchez, "Ensaio sobre o TAO" de Marília Costa, "La Danse", "Yuin", "Aura" de Luiza Gentile e as adaptações de variações de repertório de Juliana Ravelli de "Paquita" e "Le Corsaire".
Além das noites competitivas, os membros da Cia. participaram de oficinas com grandes mestre do mundo da Dança como Bryan McSween, Carlos dos Santos, Franco de Vita, Raymond Lukens, Sérgio Lobato e Warren Conover.
Apesar de muito calor e de alguns problemas de organização, o Festival foi muito proveitosa para a troca de experiências.
Fomos premiados com as seguintes coreografias e categorias:

Em 3° lugar:
*Os 12 profetas de Aleijadinho - Conjunto Clássico de Criação
*Amigos Imaginários - Conjunto Contemporâneo
*Passo Final - Trio Estilo Livre
*Aura - Pas de Deux Clássico de Criação

Em 2° lugar:
*Yuin - Pas de Deux Livre

A Passo a Passo agradece especialmente a Laércio Soares pela doação do ônibus que nos levou até lá!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Depoimento - Miami City Ballet de Laura Barbosa



Dia 24 de novembro de 2010 estava eu no palco tremendo de nervosa porque fui chamada para receber a bolsa integral para o curso de verão do Miami City Ballet School, inesperadamente.
Como uma pessoa calma que sou o coração só começou a bater forte quando cheguei ao aeroporto de Miami e senti aquele lugar abafado! Pensei: ‘’OMG, estou em Miami, finalmente!’’, e acho que só aí que foi cair a ficha!
Não via a hora de ter a primeira aula. Cheguei duas horas e meia antes de começar, de tão ansiosa. E foi tudo mais do que esperado! Aquele lugar lindo, as salas enormes, as aulas diferentes... Não conhecia ninguém e senti que não iria fazer amizade com nenhum dos estudantes. Mas como sempre, a vida nos surpreende.
Passou a primeira semana que eu nem vi. Estava muito feliz, numa cidade maravilhosa e aprendendo o que eu mais gosto, tendo uma experiência incrível, conhecendo professores novos, pessoas novas – aos poucos – e a cada dia me vinha uma vontade de me entregar mais naquilo.
A segunda semana acho que será inesquecível. De uma hora para outra fizemos uma amizade muito grande a ponto de chorarmos na hora da despedida. Saímos juntos, rimos muito juntos! Terei muita saudade disso.
Quando estava voltando para casa uma amiga me perguntou se eu estava feliz por ter ido ou triste por estar voltando e respondo que os dois, pois como disse foi uma experiência maravilhosa e ESTOU feliz, e meio triste, porque Miami é uma cidade linda tranquila e que dá vontade de ficar! Mas preciso de arroz e feijão da minha mãe, então não dá! (risos)
O que não posso esquecer é de agradecer principalmente aos meus pais, Marcio e Valéria, por me apoiarem em tudo que eu quero e desejo para meu futuro, pois sei que nem todos tem esse privilégio, e agradecer a Deus por fazer tudo isso possível, e sei que é só o começo, pois quero tentar muitas outras coisas nessa área, mesmo estando nova ainda. E por fim aos meus professores Luiza Gentile, Juliana Ravelli, Marília Costa, Paula Sanchez, Erinaldo Conrado e a coordenadora da escola Zandra Maria Teixeira por me ensinarem tanta coisa, pelos conselhos, pela força, por acreditarem em mim e me dar coragem para seguir em frente e me ensinar a ter disciplina em tudo!! 

Laura Barbosa

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Luto por Jane Blauth

Jane Blauth via Ana Freire
É com pesar que informo a passagem da nossa querida bailarina, e grande mestra Jane Blauth (13/10/2012). Jane estava prestes a completar 75 anos no próximo mês de novembro de 2012.
Tive o prazer de homenageá-la com uma biografia, para isso, convivi com ela alguns meses, freqüentando o seu apartamento recheado de fotos, histórias e memórias.
Os depoimentos de professores
 e dançarinos do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, de São Paulo, da França e dos Estados Unidos, onde Jane Blauth estudou e dançou em inúmeras companhias de ballet, atestaram a excelência do seu trabalho.

Jane Blauth estudou dança com Tony Petzhold, Marina Fedossejeva, Tatiana Leskova, Eugênia Feodorova, Madame Biazebetti, Nina Vyroubova, Raymond Franchetti, Tatiana Piankova, Wilson Morelli. Atuou como bailarina no Theatro Municipal do Rio de Janeiro; Théâtre d’Art du ballet, em Paris; Zürich Operhaus, Suíça; Companhia Brasileira de ballet; Ballet Stagium. Foi professora no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, do Ballet Stagium e no Teatro Municipal de São Paulo.

Contribuiu muito com a formação de bailarinos no Stúdio de Maria Cristina Fragoso, em Porto Alegre-RS.

Sua arte nos engrandeceu a todos. Minha sincera homenagem. Ana Freire





Jane Blauth estava doente a mais ou menos uns 5 anos, com Alzheimer, já nao reconhecia ninguém e nao se dava conta de mais nada. Ela estava num asilo e duas amigas bailarinas cuidavam dela - Cristina Fragoso e Simone Geremia. Ela foi enterrada sábado (13/10) as 17hs.


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Passo a Passo no Diário Regional!

Saiu hoje no Diário Regional, uma matéria sobre nossa escola!

Quer conferir?

Acesse este link e vá até a Página A9!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

TIPOS E FORMAS DE TEATRO


Estudos Literários

O Ditirambo era uma das formas do teatro grego. Tinha como texto a poesia lírica, escrita para ser cantada por um coro de muitos membros e, por vezes, dançada. Realizava-se em cerimônias de homenagem ao deus Dionísio.
Pantomima é a arte de narrar com o corpo. Um tipo de teatro gestual, de origem grega. Na pantomima procura-se fazer o menor uso possível da palavra. Na Antiguidade Romana, eram erguidas enormestendas, com capacidade de abrigar quarenta mil pessoas, para as encenações de pantomimas. Utilizando-se da música, um ator mascarado representava todos os papéis.
O Entremés era um tipo de peça teatral de um só ato que se caracterizava pela comicidade e pela brevidade, pois a trama e o conflito eram mínimos. Os personagens oscilavam entre três e cinco e representavam as classes sociais baixas e populares em situações absurdas e grotescas a fim de provocar o riso fácil. A representação se dava nos intervalos dos atos de uma obra principal.
O Auto também é uma peça teatral em um só ato (auto), e de caráter predominantemente religioso, embora existam obras de temática profana e satírica, mas sempre com preocupações moralizantes. A princípio, eramrepresentadas em solenidades cristãs. Com o surgimento de grandes autores, o "auto" transcendeu essa finalidade, tornando-se gênero autônomo e de alto significado literário.
Os Milagres (dramas litúrgicos)  retratavam a vida da Virgem Maria, de Cristo, dos Santos, etc. Nas representações, por vezes, apareciam pessoas a quem os Santos ajudavam ou personagens da época, o que atraia grande interesse público. Com o decorrer do tempo os milagres (ao contrário dos mistérios e das moralidades) não sofreram alterações no conteúdo e na forma de representar, mantendo sempre a forma original, o que levou ao seu abandono progressivo.
Os Mistérios (dramas litúrgicos) tinham como tema principal as festividades religiosas descritas nas Sagradas Escrituras. O Natal, a Paixão, a Ressurreição, a Páscoa, eram os episódios mais frequentemente representados. Às vezes, estas representações duravam vários dias. No início da Idade Moderna, misturou-se, abusivamente, o litúrgico e o profano, o que levou a Igreja proibir a representação dos mistérios.
As Moralidades (dramas litúrgicos) debatiam a questão religiosa sob a ótica do comportamento e do destino final do homem. Tinha um caráter mais intelectual do que os mistérios e os milagres. Em vez de utilizar as personagens da Bíblicas, servia-se de personagens alegóricas como a Luxúria, a Avareza, a Esperança, a Guerra, entre outras. Essas figuras personificavam defeitos, virtudes, acontecimentos, etc., com a intenção de transmitir lições morais e religiosas, e até, por vezes, políticas. Raramente continham sátiras ou pretendiam levantar polêmicas. Mais do que todos os outros tipos de teatro, a moralidade pode ser considerada um grande passo em direção ao teatro moderno.
O Teatro de feira (La foire Saint-Germain) eram espetáculos teatrais desenvolvidos dentro das feiras populares que aconteciam ao redor da Abadia de Saint-German-de-Prés e da igreja de Saint Laurent, em Paris, e mais tarde da igreja de Saint-Ovide, nos séculos XVII e XVIII. Como ainda não havia luz elétrica, o espetáculo era representado durante o dia, por volta das cinco horas, dando tempo suficiente para que a plateia retornasse as suas casas. Durava, em geral, de três a cinco semanas, em torno da Páscoa. A partir do século XVIII, passou a ter seu início, invariavelmente, em fevereiro durando até o domingo de Páscoa. O programa diário constituía-se de peças curtas e entretenimento variado, assim como poderia incluir uma peça longa seguida de uma farsa. A música era parte constante de todos os espetáculos.
O Mambembe era uma companhia de teatro que ia de cidade em cidade, em carroças, que além de servirem como casa, carregavam os cenários, os figurinos, a maquiagem, etc. Os atores e atrizes eram chamados de saltimbancos ou trupes. Representavam peças cômicas ou dramáticas. Perseguidos pela Igreja e sendo tratados como foras da lei, os saltimbancos começaram a usar máscaras, para não serem reconhecidos. Uma tradição que descende diretamente dos saltimbancos é o circo.
Os Sermões Burlescos eram monólogos breves recitados por atores ou jograis mascarados com vestes sacerdotais.
A Commedia dell'arte era uma forma popular de representação teatral marcada pela improvisação, comicidade e emprego de personagens fixos. Surgiu na Itália no século XVI e difundiu-se pela Europa ao longo dos 200 anos seguintes.
A Comédia Burlesca ridicularizava, por meio da paródia, da sátira ou da caricatura, as instituições, costumes e valores sociais. Originalmente, parodiava textos clássicos, como as epopeias, utilizando uma linguagem zombeteira e exagerada que tinha como finalidade ridicularizar a obra.Tem-se que a comédia burlesca originou-se a partir da Comédia Dell'arte italiana.
O Vaudeville é uma comédia entremeada de árias. Fundamente-se quase que exclusivamente na intriga e no efeito provocado pelos equívocos, despertando a graça.
A Sottie (de sot = bobo) era uma breve sátira (construtiva), geralmente de índole política, encenada por personagens simbólicos: o parvo (tolos), o truão (vagabundo ou palhaço) ou o bobo. Às vezes os tipos tinham autenticidade e eram até psicologicamente bem construídos.
A Farsa era também uma sátira, mas diferentes das sottie, porque não tinha intentos políticos. Somente representava os defeitos, as fraquezas e os acontecimentos cômicos da vida das pessoas. Histórias de clérigos e feiras eram muitas vezes aproveitadas para pequenas farsas. Era um espetáculo teatral cem por cento popular.
Teatro de Sombras - antiga arte do teatro Oriental. As sombras são feitas com as mãos ou mesmo com papéis, numa sala escura, à luz de uma vela, de uma lanterna ou de uma lâmpada. Os atores fazem as sombras falarem, dançarem e cantarem.
O Teatro Nô - tradicional forma teatral japonesa baseada na narração de antigas histórias por meio de movimentos e danças. Surgido no século XIV.
O teatro Kabuki é um gênero de teatro popular japonês, caracterizado pela combinação de música, dança, mímica, encenação e figurinos.
O Teatro de Revista é um gênero de espetáculo teatral que combina números de música, dança e humor. Muito popular no Brasil nas décadas de 1930 e 1940.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Michelle Ghidotti visita a Passo a Passo e concede vagas para Miami City School.

Alunas contempladas ao lado de Michelle e a diretora Luiza Gentile

No dia 14 de Julho de 2012, um sábado de manhã, contamos com a presença de Michelle Ghidotti assistindo a aulas de nossas alunas de 1º, 3º, 4º e 5º anos.

Além da vontade em conhecer os trabalhos da Passo a Passo (considerando que a mesma deu a meia bolsa de estudos para o Miami City School para a aluna Laura Barbosa), Michelle estava a procura de novos talentos.

Após três aulas diferentes com diversas alunas da escola, ela concedeu 25 vagas para as alunas, sendo que duas das bolsas foram integrais e outras duas, meia bolsa, para os anos 2013 e 2014.

A grande surpresa era que Michelle esperava encontrar apenas 5 alunas para levar para Miami, mas nosso trabalho a surpreendeu e ela não conseguiu deixar apenas 5 alunas e acabou concedendo as 25 vagas.

Foi um grande orgulho para a escola, além da prova viva que nosso trabalho é reconhecido não só na cidade de Diadema, bem como São Paulo, mas é reconhecida por outros países.

Parabéns meninas.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Morre o ex-bailarino e Coreografo Richard Graun


O ex-bailarino Richard Cragun, de 67 anos, morreu na manhã desta segunda-feira após sofrer uma convulsão. Ele estava internado no Hospital Rio Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. "Richard foi um dos melhores bailarinos do mundo, do nível de Rudolf Nureyev. Mesmo depois de separados, éramos os melhores amigos, podia ligar para ele a qualquer hora", disse emocionada Marcia Haydee, ainda envolvida com os preparativos para a cremação do artista, que deverá ocorrer amanhã, no Crematório do Caju.
Márcia foi casada - não no papel, mas na vida - por 16 anos e conviveu com Cragun por 36 anos. "Se fiz uma carreira da forma como aconteceu, foi por ter estado todo esse tempo ao lado dele", lembra a grande bailarina brasileira, hoje com 75 anos. Quando ela deixou a direção do Balé de Stuttgart, em 1996, Cragun seguiu para o Teatro de Berlim, depois se mudou para Curitiba e finalmente para o Rio de Janeiro, onde dirigiu a Companhia de Balé do Teatro Municipal, de 2003 a 2004. 
Richard Cragun morreu nesta segunda-feira
Richard Cragun morreu nesta segunda-feira
"Sua importância artística foi muito grande. Quando começou em Stuttgart, era coreógrafo e empurrou os bailarinos para um protagonismo até então inexistente, eles deixaram de ser meros coadjuvantes das bailarinas", destacou Márcia. 
"Sua importância artística foi muito grande", disse Haydee
"Sua importância artística foi muito grande", disse Haydee
Em 2005 Cragun sofreu um acidente vascular cerebral. Ele sofria de Aids e houve uma incompatibilidade entre os remédios do coquetel com um anticonvulsivo. O bailarino faleceu por causa de uma septicemia e de problemas respiratórios. Segundo Márcia, em maio ele estava muito bem, feliz, remontando A Megera Domada, em Curitiba. "Fui visitá-lo no último sábado e ele já estava dopado, não voltamos a nos falar", lamentou.
Amigos lamentam a morte do ex-bailarino na internet: "A todos os amigos e àqueles que amam o balé, um dia muito triste. Richard Cragun faleceu esta manhã", escreveu a amiga e professora de dança Rosália Verlangieri, no Facebook.
Cragun nasceu no dia 5 de outubro de 1944, em Sacramento, na Califórnia.





quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Volta às aulas – 2º semestre de 2012


E enfim o descanso termina e os trabalhos são retomados com todo vapor.

Neste semestre, além de continuar os trabalhos de formação, temos o início da construção do espetáculo de encerramento de ano letivo.

O tema será “Tecnologia” e todos os professores já estão se preparando para começar os ensaios.

A Passo a Passo deseja a todos um ótimo semestre.

terça-feira, 3 de julho de 2012

Passo a Passo Cia. assiste o espetáculo da Quasar

No dia 29 de Junho, uma quinta feira a noite, os bailarinos da Passo a Passo Cia. de Dança foram conferir no Teatro João Caetano,o espetáculo "Só Tinha de Ser com Você" da Quasar Cia. de Dança.

Espetáculo inspirado nas obras de Tom Jobim e Elis Regina em cima do álbum Elis & Tom de 1974 registra sua movimentação corporal com oito bailarinos em cena.

Alguns sucessos encenados pela Quasar Cia de Dança, além da faixa título do espetáculo, são as canções "Triste", "Modinha", "Por Toda Minha Vida", "Corcovado", "Retrato Preto e Branco", "Chovendo na Roseira", "Inútil Paisagem", "Brigas nunca mais", "Soneto de Separação" e "Águas de Março" coreografadas por Henrique Rodovalho.

Nossos bailarinos viram o espetáculo como uma ótima maneira de adquirir contato com trabalhos brasileiros  tanto pela companhia, quanto pela trilha sonora rica de sucessos do nossa musica.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

ABCDança 2012

Fadas - Adaptação Juliana Ravelli
O ABCDança é um evento que ocorre em todo grande ABCD, com espetáculos, oficinas, workshop e apresentações em palco aberto onde a Associação Passo a Passo esteve presente.
Diadema é conhecida como cidade dançante, um lugar em que a  arte está sempre  tentando chegar mais próximo a população.
O Ponto de Cultura Associação Passo a Passo apresentou no palco aberto em frente ao Centro Cultural Clara Nunes, com as coreografias:
Conjunto Contemporâneo
 -Amigos Imaginários – por Paula Sanchez
Passo Final de Paula Sanchez
 - Ensaio sobre Tao – por Marilia Costa
Estilo Livre
Passo Final – por Paula Sanchez
Conjunto de Repertório
 - Fadas – adaptado por Juliana Ravelli

Variação de repertório - Adaptado por Juliana Ravelli
Chamas de Paris- Com a bailarina Thays Romão
Le Corsaire – Com a bailarina Amanda Gonçalo
Paquita- Com a bailarina Laura Barbosa

Todas coreografias  com um ótimo desenvolvimento em palco e satisfação do publico.

Jam Session - Departamento Cultural


A coreografia ensaio sobre Tao, participou de uma mostra no Departamento Cultural, junto de outros bailarinos, atores, comediantes e artistas plásticos.





A mostra foi organizada pelos bailarinos João Gomes e Marilia Costa sobre a coordenação da diretora Isabella Farina. Estes bailarinos, além de organizarem o evento levando trabalhos feitos,  também apresentaram uma coreografia de autoria própria.

O espetáculo foi realizado  para os familiares, amigos e alunos da escola. Este evento  teve como intenção mostrar ao seu público um pouco do trabalho dos profissionais  que ali atuam.

Para todos os presentes foi uma experiência que não se encontra em qualquer  lugar, um evento que ocorreu em ambiente pequeno e muito familiar.

 Apresentar e assistir  naquele local foi  uma grandiosa vivencia. Nós bailarinos da Passo a Passo  agradecemos pela oportunidade de mostrar nosso trabalho e conhecer o do Departamento  Cultural.


Bailarinas: Aynnek Nogueira, Dayana Brito, Glória Dias e Liliane Feitosa.

Assistente: Matheus Sevarolli.



8° Festival Vida ao Corpo

Yuin - Vencedor do 1º lugar como Pas de Deux Livre

No domingo, dia 24 de julho, a Passo a Passo mais uma vez mostrou todo o talento de seus  alunos e coreógrafos.
Dessa vez a estreia foi para as coreografias "Aura" e "Yuin", dois Pas de deux apresentados pelos bailarinos Amanda Gonçalo e Edson Machado.

As duas coreografias são releituras de bales feitos por Luiza Gentile para seus alunos Carla Braga e Lívio.
As coreografias  foram estreadas no festival  “8° Vida ao Corpo”. Com  um ótimo desempenho, trazendo para a escola mais duas colocações de 1° lugar e mais uma experiência grandiosa dos palcos.
Parabéns, mais um resultado  satisfatório para escola !

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Parabéns Passo a Passo

 Dia 30 de maio  foi dia de festa, a Associação Passo a Passo fez  9 anos . Anos de grandes batalhas, conquistas e muito orgulho. Para comemorar este dia os formandos tiveram uma aula com o Professor, bailarino e coreografo  Renato Paroni grande amigo de Luiza Gentile, diretora da escola. 

Renato Paroni saiu do Brasil á 30 anos, foi para Europa estudar ballet, lutando por um sonho que para muitos era impossível. Passou por uma fase terrível  de sua vida, limpava peixe  e por motivos financeiros vivia em um  regime de apenas uma refeição por dia. Por motivos de força maior teve  que se  adaptar aos costumes da Europa e a língua francesa.  Depois de grandes adversidades seu reconhecimento estava por vir, como grande bailarino e professor. Hoje é considerado  um grande profissional, formou a bailarina Tamara Rojo e da aula para os primeiros bailarinos de Companhias  mundialmente conhecidas.

A cada ano que se passa a associação vê os frutos de um trabalho muito pesado porem feito de coração. Uma das vontades dos fundadores era o desenvolvimento da companhia que veio por se firmar no ano de 2011.

Todos os anos a escola adquire novos alunos e continua sempre com uma lista de espera imensa, não são aceitos todos os alunos por falta de espaço. Pois sabemos que vontade e profissionais para isso temos.

Como diz o nosso lema “Tudo Se Conquista  Passo a Passo”, a cada  passo vamos conquistando cada vez mais os nossos ideais. E em uma data tão especial assim vamos comemorar  todas as lutas e conquistas e esperar por muitas mais alegrias para nossa tão querida  Associação Passo a Passo.

Parabéns aos pais, alunos, professores e diretores da Passo a Passo !

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Vivência 2012


A Associação Passo a Passo tem como finalidade criar bailarinos e futuros profissionais, preparando as crianças com técnicas de ballet clássico e contemporâneo, musicalidade e disciplina.
Com tudo isso vem as vivencias. O que é vivencia?
Vivencia  é forma dos alunos adquirirem experiência de como montar um espetáculo, sendo teatro ou dança ,  e trabalhar em conjunto, e ao fim mostrarem aos pais, professores e colegas o seu desempenho como “criadores” .
Nos dias 09 e 10 de maio nos períodos manhã, tarde e noite, os alunos apresentaram seus trabalhos tendo como temas:  1° anos – Hans Christian Andersen ( autor de pequena sereia, patinho feio, a princesa e a ervilha, entre outros clássicos),  3° e 4° anos Luiz Gonzaga Rei do Baião ( com sua grande obra Asa branca entre outros) e 5° ao  8° ano  Era da tecnologia, até onde o homem conseguiu acompanhar e tema contemporâneo Mito da caverna de Platão, relações humanas.

Os alunos produziram tudo sozinhos, desde coreografia, figurino até cenário. As únicas turmas que sofreram intervenções de seus professoares foram as de 1° ano por conta de sua inesperiência, mas o trabalho dos professores nesse periodo não foi exatamente ensinar e sim aprender junto com o que estava a acontecer. A influência colocada sobre as crianças era de que elas deveriam desenvolver algo juntas, para que elas apredecem como funciona nossa escola em relação ao espetáculo.

V Troféu Dança São Paulo

No dia 20 de maio no Teatro Nossa Senhora Menina foi realizado o V Troféu Dança São Paulo. Este festival nos faz ver a que nível estamos em relação a outras escolas. Receber comentários de pessoas influentes na dança com opiniões diferentes. Um mundo fora da escola, com pessoas de atitudes e estilos completamente diferentes ao nosso, aprendemos a lidar e conhecer estas  pessoas.  No Brasil a dança não é tão reconhecida como em outros países, por isso nós que temos essa paixão pela arte que é dançar precisamos estar mais conectados  e lutar para que  esse reconhecimento chegue ao nossa pais.
Os bailarinos do Ponto de Cultura Associação Passo a Passo após meses de aulas e ensaio todos os dias leva para esta competição algumas coreografias:

Conjunto  Repertorio:
Fadas: Elenco: Amanda Gonçalo, Gloria Dias, Jennifer Alves, Liliane Feitosa, Tamires Reis e Thays Romão.

Variação de repertorio:
Chamas de Paris com Thays Romão.                                                                                         
Paquita com Laura Barbosa.                                                                                                                
Corsário com Amanda Gonçalo.

Conjunto Neoclássico :
 12 Profetas : Com as bailarinas: Amanda Gonçalo, Aynnek Nogueira,  Dayana Brito, Gloria Dias, Jennifer Alves, Juliana Ravelli, Laura Barbosa, Liliane Feitosa, Paula Sanchez, Tábata Silva, Tamires Reis, Thays Romão ( Estatuas vivas: Matheus Sevarolli, Joice, Gabriela Amorim, Renan, Leonardo Oliveira, Camila, Thais, Alex Reis, Debora Aamorim, Igor, Carlos e Jaqueline).

Conjunto livre:
Verão:  Com os bailarinos: Dayana brito, Laura Barbosa, Liliane Feitosa e Matheus Sevarolli
(Lambi-Lambi Aynnek Nogueira);


Troix Livre

Passo final:  Com as bailarinas: Aynnek Nogueira, Jennifer Alves e Tamires Reis .

Conjunto Contemporâneo:

Tao: Com as bailarinas: Aynnek Nogueira, Dayana Brito, Gloria Dias e Theys Romão.
Ganhando reconhecimento,  notas que nem esperávamos  e premiações surpreendentes.

Premiação:

Verão - 1º lugar

Os 12 profetas - 2º lugar
Passo Final - 2º lugar
Tao - 2º lugar
Fadas - 1º lugar
Laura Barbosa (bailarina que apresentou Paquita) - Bailarina Revelação
Os 12 profetas - Vaga para o Festival do Entreatos no RJ

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Depoimento de um ex aluno


" Passo a Passo.. Um lugar mágico, onde os sonhos se realizam, os pensamento se transformam, as ideias ganham vida, as atitudes são valiosas, as opiniões estão presentes e livres, a amizade é bem vinda e um dos ideias das pessoas, onde o sorrir vem com muita emoção, o chorar vem acompanhado da vibração, onde você pode voar sem cair e se você cai no ato levanta-se de cabeça erguida com um sorriso no rosto e elevando as pessoas que estão ali presentes. "

"Passo a Passo.. Um lugar que Eu David Luigi nunca esquecerei, e um lugar onde conheci muitas gente, sorri muito, vivi muito, cresci de mais, fiz grandes amizades, participei de grandes apresentações e também é um lugar que se um Dia eu tiver outra oportunidade terei o maior prazer de voltar ."

Se você sonha em ser um(a) grande dançarino(a), vá em frente, corra em busca de seus Sonhos, nunca deixe opiniões alheias te abalar ou te influenciar, pare pense e ouça o que o seu Coração tem a Dizer, faça o que você achar que é melhor para você.. Palavras vindo da boca de outras pessoas Não é uma ordem e sim uma opinião sobre o pensamento delas, se você achar que deve ouvir ouça mas não deixe fora do foco o seu Sonho.

Dançar é algo mágico, Dançar é um dom, Dançar é uma Arte.. A Dança é uma Vida, siga os batimentos do coração da música e deixe ela te levar..

A DANÇA MUDA MINHA ALMA E INOVA O MEU SER. CADA MOVIMENTO E UMA PALAVRA DITA COM O CORAÇÃO E É UM DOS SENTIMENTOS MAIS PUROS QUE EXITE ...

( Isso não é uma simples filosofia da Dança e sim uma Realidade onde eu já fiz parte dela e que ainda carrego Comigo!! )

By: David Luigi

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Fórum


                           
No dia 21 de Abril foi realizado o 1° Forum de Pontos de Cultura do ABCD Paulista no Centro Cultural Clara Nunes, Diadema, onde estavam presentes representantes dos Pontos de Cultura e do Governo (direcionados a cultura).


 Luiza Gentile, professora e diretora geral do Ponto de Cultura Associação Passo a Passo, foi  acompanhada da professora Marilia Costa e Silva e dos seguintes  integrantes da Passo a Passo Cia. de Dança: Joice Amorim, Laura Barbosa, Dayana Brito, Aynnek Nogueira, Gloria Dias e Matheus Sevarolli. 
Estes bailarinos não foram como acompanhantes mas sim como cidadãos, participando de votações que vão interferir na politica cultural dos próximos dez anos. Todo esse processo corresponde a um dos objetivos da Passo a Passo que é o de transformar indivíduos mais atuantes, criativos, conscientes de seu papel na sociedade.


Alguns tópicos tratados no fórum:

- Na primeira mesa foi discutido sobre a evolução em relação a forma de como é tratado a cultura no município de Diadema.

- Inauguração do  Pontinho de Cultura Trupe Carequinha.

- Segunda Mesa também houve votações pela plenária  para os representantes de cada área da cultura.

- Terceira mesa estava o representante do SESC  que auxiliou como montar  projetos  para serem  avaliados.